You are here: Home Notícias Instalação de empresas atrasam ou param

Instalação de empresas atrasam ou param

A instalação de data centers em Sorocaba, anunciada em janeiro pela empresa norte-americana TechxAct, não avançou após sete meses. Na época, representantes da empresa anunciaram um investimento de R$ 12,8 bilhões para a instalação de centrais de armazenamento de dados em Sorocaba e Campinas, que gerariam 20 mil empregos diretos e 43 mil indiretos em cada cidade. O início do investimento ocorreria em 2017 e as operações da empresa na cidade três anos depois.

O anúncio do investimento ocorreu no início do ano em Campinas, com a presença do prefeito da cidade Jonas Donizette, do presidente da Investe São Paulo — Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, Juan Quirós, além do chairman G.H. Paryavi e do vice-presidente da TechxAct, Carlos Tavares.

Consultada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Investe SP afirmou que não há novidades em relação ao projeto. Em fevereiro, a agência confirmou o investimento e o presidente da Investe SP, Juan Quirós, informou que a empresa já tinha definido as cidades e o montante a ser aplicado nas instalações. Ele afirmou que restava apenas que a TechxAct informasse o cronograma de implantação e um plano jurídico, por meio dos quais seria possível trabalhar os pontos críticos para a viabilizar os investimentos. Também consultada sobre o andamento do projeto, a Prefeitura de Campinas informou não ter novidades sobre o assunto.

Na ocasião da divulgação do investimento, a Prefeitura de Sorocaba recebeu a notícia com cautela e aguardava alguma concretização. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de Sorocaba, Geraldo Almeida, conta que a posição municipal continua a mesma. Uma reunião chegou a acontecer com representantes da empresa antes do anúncio do investimento, em que a administração municipal apresentou dados sobre a cidade e os incentivos fiscais existentes. Porém, não há novidades sobre o assunto.

A reportagem tentou contato com a TechxAct por meio do site e da página do Facebook da empresa, mas não obteve reposta.

Foxconn

Anunciada em 2012, para Itu, a construção de um nova fábrica da multinacional Foxconn, de eletrônicos, ainda não saiu da terraplanagem. Uma disputa judicial entre o aeródromo e a Prefeitura de Itu sobre a área de 400 mil metros quadrados, que pertencia ao aeroclube e foi cedida pelo poder público para a multinacional teve solução em abril de 2015, informou a prefeitura na época. A empresa teria iniciado as obras de terraplanagem da área, que fica no quilômetro 22 da rodovia SP-75.

A Prefeitura de Itu afirmou, no final de agosto, por meio de sua assessoria, confirmou que a empresa fez a terraplanagem da área. Informou ainda que a prefeitura mantém contato com a empresa e que, da parte da administração pública municipal, todas as obrigações para o prosseguimento do projeto já teriam sido tomadas.

Investimentos em Sorocaba

Sobre novas empresas em Sorocaba, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de Sorocaba, Geraldo Almeida, diz que o município tem a expectativa de receber três: uma do Rio de Janeiro do setor de prestação de serviços; uma japonesa do setor automotivo e uma alemã do setor financeiro.

“Isso mostra que apesar de toda a crise ainda existe atração de investimentos. Empresas estão se movendo”, avalia. De acordo com ele, os nomes não serão divulgados por enquanto, pois as empresas preferem manter sigilo durante essa fase de estudos e negociações.

 

Fonte: http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/727851/instalacao-de-empresas-atrasam-ou-param



voltar

Entre em contato

Telefone: (11) 4713.3205

;

Alameda Mamoré, 535, Alphaville, Barueri, SP